(31) 3891-0817

Entenda de uma vez por todas como os transgênicos estão revolucionando a agricultura familiar

 

A produção transgênica não é uma exclusividade das grandes multinacionais como forma de aumento da produtividade. A biotecnologia vem sendo de grande valor para a agricultura familiar em todo mundo.
Pequenos produtores encontraram nos transgênicos, uma forma de melhorar o manejo de suas propriedades, evitar pragas, além de aumentar a produção e renda.

 

Início, evolução e importância da produção transgênica brasileira na agricultura

Início evolução e importância dos transgênicos

Os produtos transgênicos ou geneticamente modificados, voltados para a agricultura, já ocupam uma fatia expressiva de áreas no mundo. Somente no Brasil, considerado referência sobre o assunto, foram cultivados somente em 2015 mais de 44 milhões de hectares destes produtos, ficando apenas atrás dos Estados Unidos, com cerca de 70 milhões de hectares.

Tal crescimento espantoso se deu em virtude das inúmeras vantagens proporcionadas por esta descoberta, sobretudo a resistência à pragas e aumento considerável da produtividade.

Algodão transgênico: Instituições se unem para desenvolver algodão resistente à praga do bicudo

 

O algodão é, sem dúvida, um dos principais produtos brasileiros tanto no mercado interno quando para exportação. Somente em 2016, foi registrado um crescimento de cerca de 20% da produção em relação ao ano anterior. E neste mesmo ano, as vendas de produto, em forma de pluma, chegaram a mais de 780 milhões de dólares entre janeiro e setembro, sendo que há perspectivas de melhora destas cifras até o final de 2017. Além de ser utilizado na indústria têxtil, o algodão é também bastante útil na produção alimentícia, por meio dos óleos de cozinha.

Dois novos milhos transgênicos são liberados pela China para importação

 

Os alimentos transgênicos já ocupam grande parte das plantações do mundo, abrangendo uma área de mais de 180 milhões de hectares, presentes em cerca de 150 países. Estudiosos das Organizações das Nações Unidas (ONU) vem apontando que o investimento nestes produtos, cujas plantações vem crescendo em média de 10% ao ano, será a única forma capaz de garantir a alimentação mundial para os próximos anos, tendo em vista que até 2050 seremos mais de 9 milhões de pessoas.

Os alérgenos alimentares e suas implicações: Leite

 

A alergia alimentar é um problema recorrente no mundo e que afeta crianças, jovens e adultos. Trata-se de uma reação desproporcional do sistema imunológico a certos tipos de alimentos. O organismo passa a “perceber” determinados tipos de nutrientes como algo prejudicial, de forma a tentar erradicar o “corpo estranho”. Geralmente, esta reação é imediata, embora também possa ocorrer a longo prazo.

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
 (31) 3891-0817
Rua Padre Anchieta, 66. Sétimo Andar. Ramos. Viçosa-MG. 36570-000